Sporting CP

Varandas abre guerra à Juve Leo

Frederico Varandas mudou as regras de financiamento das claques do Sporting, nomeadamente da principal, a Juve Leo, cortando com benesses que eram anualmente negociadas entre o anterior presidente, Bruno de Carvalho, e as chefias das claques – só a Juve chegava a embolsar 14 mil euros por cada jogo em casa, na venda de bilhetes concedidos pela direção. De resto, apurou o CM, o atual líder dos leões cortou com as viagens ao estrangeiro oferecidas a elementos das claques no avião da equipa principal. O financiamento está, assim, na origem da tensão entre Frederico Varandas e a Juve Leo, cujos elementos viraram esta quinta-feira literalmente as costas ao presidente durante a visita ao núcleo dos leões em Londres – antes do jogo com o Arsenal.

Queixam-se de Varandas não ter cumprimentado ‘Mustafá’, chefe da claque, à chegada ao local – algo que fonte próxima do presidente rejeita, alegando que este não terá visto ‘Mustafá’ “no meio de 200 pessoas” – e abandonaram a sala. Da parte da claque, lamentam ainda não terem reunido com o presidente desde a sua eleição. Ao que o CM apurou, a direção de Bruno de Carvalho chegava a dar à Juve Leo cerca de 400 bilhetes (de 20 euros) por jogo em casa; e vendia-lhes outros 600 a metade do preço. Tudo revendido, permitia à chefia da claque amealhar dezenas de milhares de euros – algo que a gestão de Frederico Varandas está a pôr em causa. A relação do clube com a claque deteriorou-se após a invasão a Alcochete.

Fonte: CM

Adiciona um comentário