Insólitos

Insólito: Ex-Presidente acusado de ter comprado fígado para Abidal no Mercado Negro

A confirmação de que tinha um tumor no fígado, em 2011, mudou a vida de Abidal, que voltou depoius a ter uma recaída. O Barcelona, na altura presidido por Sandro Rosell, ajudou o jogador – que agora é secretário técnico do clube – a fazer um transplante, mas o processo está sob investigação.

O jornal El Confidencial avança esta quarta-feira que há chamadas telefónicas que implicam Rosell na compra de um órgão no mercado negro, quando o francês precisou de um segundo transplante dois anos depois.

O jornal refere que a polícia intercetou pelo menos quatro chamadas que implicam Rosell, e que a informação foi transmitida à juíza que o investiga por um outro processo, de branqueamento de capitais. Camen Lamela decidiu abrir um processo paralelo, por considerar que poderá haver crime de tráfico de órgãos.

O jogador foi primeiramente operado no Hospital Clínic de Barcelona em 2011 e voltou a jogar apenas um mês depois; a alegada compra terá, então, acontecido depois da recaída: em 2012 o Barcelona disse que o jogador estava de novo a precisar de um transplante com urgência. Abidal foi operado em maio e na altura disse-se que o dador teria sido um primo que residia em França. Não foram dados mais detalhes, para respeitar o anonimato do familiar, disse-se na altura. No verão de 2013, Abidal acabou por deixar o clube por não jogar, saíndo incompatibilizado com o presidente. As chamadas foram feitas no seguimento desta saída, em que Abidal é tratado como ingrato depois de Rosell «lhe ter salvado a vida».

O Barcelona emitiu esta manhã um comunicado em que nega qualquer ilegalidade e refere que alegado processo paralelo aberto já foi arquivado a 18 de maio.

Fonte: A bola

Adiciona um comentário