SL Benfica

Dez frases fortes da conferência de imprensa de Luís Filipe Vieira

Presidente do Benfica garantiu, em conferência de imprensa, a continuidade de Rui Vitória no comando técnico dos encarnados, falando também sobre Jorge Jesus, Luisão e outros tópicos.

— “Rui Vitória continuará a ser o nosso treinador. Não vou esconder que comentámos e falámos ainda ontem sobre a sua continuidade”

— “O Rui Vitória quando falou comigo, hoje de manhã, disse-me: ‘Presidente, eu nunca serei um problema para o Benfica. Se tiver se abandonar o Benfica eu não quero indemnização nenhuma'”

— “O Rui Vitória depois de saber que ia ficar, recusou uma proposta de ganhar seis milhões de euros ou dólares, por ano. O Rui não seria um empecilho para o Benfica”

— “Havia uma decisão tomada mas discuto e ouço. Dormi no Seixal e meditei bastante. Dormi muito pouco e a pessoa que primeiro soube da decisão foi o Tiago Pinto, às 7h30, que ficou perplexo.”

Sobre Jorge Jesus

— “Fragilizado? Aconteceu o mesmo com Jesus. Também teve pé e meia de fora. Aliás, teve os dois pés de fora, que é diferente. Todos os benfiquistas disseram para o mandar embora. Foi um feeling, não sei…”

— “Jesus nunca foi contactado para ser treinador do Benfica. Ninguém me pode proibir de falar com Jesus, mas nunca foi, durante este tempo todo, alguma vez mencionado por mim para ser treinador do Benfica. Se pode vir a ser? Nem o meu futuro posso saber”

— “Período de maior de contestação foi com Jesus. Ele até disse que estava arrependido mas depois correu como correu”

Sobre Luisão como hipótese para a equipa ténica

— “Luisão nunca esteve em cima da mesa. Nunca esteve. Só houve uma situação, que já foi abordada, que era provisória e que podia existir. De resto, mais nada. Luisão nunca esteve, poeria um dia estar, mas isso é outra coisa”

Sobre os rivais

— “Os dois últimos treinadores ganharam 16 títulos em 10 anos, é ver a quantidade de treinadores que os rivais tiveram”

Sobre possíveis substitutos de Rui Vitória, entre eles Bruno Lage

— “Alguns nomes que vieram hoje a público foram falados. Mas não foi só ontem que foram falados. Mas nada mais se passou. A decisão está tomada e nunca contactámos essas pessoas”

Fonte: O Jogo

Adiciona um comentário