Claques

“Casuals” pagam 250€ e só dois vão a julgamento

Oitenta e cinco ‘casuals’ que em 2013 forçaram a entrada no Estádio do Dragão, antes de um FC Porto-Sporting, gerando grande confusão na praça do estádio portista, com agressões à mistura, envolvendo, entre outros, dois agentes policiais, comprometeram-se a pagar, cada um, 250 euros a diversas instituições sociais. Desta forma, evitam o julgamento.

img_770x433$2016_04_18_12_44_48_1090987

O acordo foi conseguido esta segunda-feira junto do Ministério Público do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, que já tinha proposto esta solução dando como contrapartida o arquivamento do processo depois de terem sido cumpridos todos os pagamentos.

No total, os elementos envolvidos nos distúrbios vão contribuir com 21.250 euros para diversas instituições, entre as quais o IPO do Porto.

Só dois elementos envolvidos na rixa não aceitaram o acordo e vão a julgamento. Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, também envolvido no incidente, aceitou o acordo mas durante um ano não pode envolver-se em incidentes do género, caso contrário será de novo alvo de um processo.

Autor: Eugénio Queirós Jornal Record

Segue-nos no Facebook